Conheça 8 Ferramentas que Auxiliam Vendedores

Ferramentas que Auxiliam Vendedores
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Usar ferramentas para vendedores com o objetivo de monitorar os resultados da equipe é comum na maioria das empresas, mas na realidade atual pode ser pouco. É preciso dar atenção desde o IVP até detalhes do processo de vendas.

A tecnologia tem evoluído em uma velocidade tão grande, que não é fácil se manter atualizado, o que pode ser um grande risco para o negócio.

Se sua concorrência for mais produtiva, tiver mais informações e entregar uma experiência de compra melhor para o consumidor, você sabe o que acontece, não é mesmo? Pois bem, e não é isso que as ferramentas fazem? Aumentam produtividade, gerenciam informações e melhoram a operação?

Pois bem, as principais ferramentas que podem garantir um posicionamento competitivo para o seu negócio estão relacionadas abaixo. Que tal começar pelo monitoramento de oportunidades?

1. Mapa de Oportunidades

Apresenta oportunidades em um formato gráfico para facilitar sua visualização, ou seja, permite o controle visual delas a partir de telas simples e funcionais.

Imagine um cliente que comprou um único produto. Ele está em uma região em que costumam ser vendidos outros 3 itens de alta lucratividade para a maioria dos concorrentes dele.

Nesse caso, o cruzamento dessas informações estaria demonstrando que é possível aumentar as vendas para esse cliente, oferecendo as outras duas opções para ele.

Dessa forma, o sistema melhora a produtividade da equipe fazendo com que cada vendedor saia da zona de conforto. Mais do que isso, aponta as melhores, mais lucrativas e potenciais oportunidades de gerar negócios e aumentar os atuais.

2. Agenda Produtiva

Quando falamos de uma agenda, naturalmente pensamos em uma relação de tarefas e compromissos, mas isso não pode ser considerado produtivo se, dentre os eventos agendados, a maioria for com clientes de pouco potencial, por exemplo.

Portanto, a agenda produtiva é uma ferramenta que relaciona as ações de forma a gerar mais negócios, de maior qualidade, valor agregado e potencialmente mais rentáveis.

Para isso, considera as oportunidades de negócios com mais potencial de receita, lucratividade e possibilidade de fechamento em um prazo aceitável.

3. Controle de Funil

Esse tipo de aplicação ajuda a controlar o fluxo do funil de vendas, ou seja; as etapas que o integram desde o primeiro contato até o pós-venda.

Monitorar o funil inclui observar as taxas de conversão de cada etapa (o percentual de leads que migra de uma etapa para a outra), a quantidade de leads necessários para fechar um determinado número de vendas e cada detalhe do processo.

É muito valioso, por exemplo, saber os principais motivos que estão impedindo uma taxa de conversão maior em cada uma das etapas. Por isso, a ferramenta ajuda a aumentar o resultado aprimorando as ações desenvolvidas em cada momento da jornada de compra, o que é importante até para a motivação da equipe.

4. Ferramenta: Análise Preditiva

Prever resultados não é uma atribuição tão simples para a maioria das empresas, por isso, uma ferramenta que facilite essa tarefa pode fazer enorme diferença.

Ela ajuda a prever prazos de fechamento de uma determinada negociação, as vendas totais por região, vendedor ou produto e, em decorrência disso, fornece dados importantes para definição de metas e o planejamento de vendas.

5. Gestão de Relacionamento

Os sistemas de gestão do relacionamento com o cliente são conhecidos como CRM, que é a sigla para o seu nome em inglês: “Customer Relationship Management”.

Atualmente é a ferramenta mais utilizada para controlar as vendas. Ela gerencia o relacionamento com o cliente e faz isso monitorando todo o processo, incluindo armazenamento do histórico de contatos, de troca de emails, agenda de tarefas e muita informação sobre o cliente e as vendas.

Algumas dessas ferramentas funcionam integradas ao sistema de gestão, nesse caso, permitem acompanhar o processo de entrega de pedidos, os pagamentos (efetuados, pendentes e atrasados), além de vários outros detalhes de cada setor da empresa.

Os clientes podem ser separados em grupos de acordo com os produtos e serviços que utilizam, o potencial de compra e o estágio de relacionamento. Esse último é especialmente importante para entender a lógica do sistema.

A ideia central do marketing de relacionamento é transformar clientes eventuais em habituais e, com a evolução do processo de engajamento, fazer deles parceiros de negócios. Os que chegam a esse estágio não são apenas fiéis à marca, mas ajudam a divulgá-la positivamente, falando bem e indicando sua utilização.

6. E-mail Marketing

São plugins ou sistemas que funcionam integrados aos CRM para envio de emails. O objetivo é automatizar ações de comunicação programadas para cada etapa do funil de vendas.

As melhores ferramentas dessa modalidade têm o objetivo de evitar o envio de mensagens que possam ser consideradas spam, apresentam relatórios de conversão (indicando a quantidade de emails lidos, por exemplo), e permitem monitorar os resultados de cada mensagem.

Esse controle ajuda a melhorar as ações de comunicação, corrigindo falhas e aproveitando as abordagens que, segundo os relatórios, funcionam melhor.

7. Gestão de Marketing Digital

Existem várias alternativas com funções variadas para acompanhar o desempenho de negócio nas redes. Com elas é possível, por exemplo:

  • monitorar o desempenho da concorrência;
  • os contatos ativos nas redes sociais;
  • gerenciamento de redes sociais (permite programar compartilhamento em várias redes, por exemplo);
  • monitoramento do site (para que saiba quantas pessoas o estão acessando e como estão navegando nele); e
  • até a reputação da sua marca na internet.

Esses são só alguns exemplos, a oferta de aplicativos de marketing digital é enorme. Por isso, o ideal é que busque soluções de acordo com suas próprias necessidades. Se determinar o que é mais importante para sua empresa e o que mais toma seu tempo, vai ficar fácil de definir quais as soluções que precisa dar prioridade.

8. Avaliação de Desempenho

A avaliação de desempenho é um método que tem o objetivo de apontar falhas individualmente e programar a reversão dos problemas em vendas.

Com base nas principais competências necessárias para sua equipe, considerando o seu ramo de atuação, seu mercado e seu público, essas qualidades são monitoradas com indicadores e avaliações subjetivas, da qual participam o avaliado e seu gerente.

Em seguida é traçado um plano para desenvolver melhor os detalhes que foram considerados falhos, que também são acompanhados e avaliados.

Agora que você conheceu 8 importantes ferramentas para vendedores, é hora de relacionar os principais problemas e as questões chave do seu negócio.

Depois disso, separe as soluções que podem te ajudar em cada detalhe e programa sua implantação começando pela mais importante.

Lembre que uma das formas de avaliar a utilidade de uma ferramenta é trocando experiências com outros usuários.

Em razão disso, que tal trocar um pouco de experiência agora mesmo?

Deixe seu comentário aqui nessa postagem!

Pode ser uma dúvida, uma experiência ou observação. Fique a vontade!

Clique Aqui para Receber o Ebook
"Os 3 Maiores Erros de Vendas".
Além de receber o Ebook, você se cadastrará para
receber por email nossos
novos artigos e conteúdos.

Equipe FG Desenvolvimento

About The Author

Equipe FG

Equipe FG Desenvolvimento