Você conhece a expressão “o corpo fala”? Dicas de linguagem corporal são muito valiosas para otimizar seu desempenho como vendedor.

Na realidade você é, de fato, um apresentador. O que eu quero dizer? Confira no texto a seguir e descubra! Neste post elencamos 8 dicas de linguagem corporal para você vender mais:

A Definição de Linguagem Corporal

As palavras podem ser importantíssimas para a comunicação, mas não são tudo. Ainda que a linguagem verbal receba o maior foco do intelecto, o corpo sempre acompanha o processo comunicativo. Ele pode ser até mais preciso do que a fala, consciente ou inconscientemente.

Gestos, posturas, posições dos membros e cabeça, expressões faciais e movimento dos olhos são considerados parte da linguagem corporal. Essa comunicação não-verbal influencia o conteúdo da mensagem, podendo alterar a forma como os outros nos vêem — e como nós vemos a nós mesmos.

Além disso, a linguagem corporal é bastante reveladora. Por meio da sua compreensão, é possível “ler” os verdadeiros sentimentos de uma pessoa, aqueles que não são ditos ou são mascarados. Por exemplo: é possível identificar se uma pessoa está mentindo com a ajuda dos sinais emitidos pelo seu corpo. Também é possível vender mais e melhor com a ajuda dessas técnicas.

A Linguagem Corporal Para Vender Melhor

Quando falamos de linguagem corporal na área de vendas, é importante que o empreendedor ou o vendedor desenvolva essa questão e saiba interpretar a postura corporal das pessoas com quem interage. Como uma verdadeira conversa, em que um corpo pergunta, e o outro responde.

Aliar a linguagem corporal às vendas é algo muito poderoso para alcançar o sucesso.

No que diz respeito ao relacionamento, imagine que fica muito mais fácil entender o cliente. É possível interpretar os sinais corporais emitidos, a fim de decifrar o que ele realmente quer, e apresentar as melhores soluções.

Nem sempre as pessoas verbalizam o que desejam ou o problema que têm. Mas a linguagem corporal está ali, para auxiliar você a descobrir a verdade.

A Importância Da Aplicação Adequada

Ser um conhecedor de linguagem corporal possibilita aproveitar seu uso no campo consciente e com intenções específicas. Se fizermos a leitura da postura do cliente e entendermos o que ela quer dizer, podemos agir mais rapidamente.

Podemos aplicar um determinado gesto ou uma postura adequada, em resposta à mensagem corporal do cliente. Tornar a comunicação mais eficaz ajuda a alcançar os objetivos de fazer uma venda ou aquecer um relacionamento.

Da mesma forma, a falta desse conhecimento pode fazer com que sejam adotadas posturas negativas, de modo a fechar a comunicação.

As 8 Dicas Para Vender e Apresentar-se Melhor

Abaixo listamos algumas dicas para você entender e aplicar melhor a linguagem corporal e transformar-se em um vendedor de sucesso:

1. Inspire e receba confiança

Uma boa postura demonstra que você é seguro no seu trabalho e, assim, pode ser capaz de solucionar o problema do cliente. A postura curvada e os ombros fechados dão a ideia oposta. Mantenha a coluna ereta, ou inclinando-se à frente.

Os ombros devem estar para trás, mas relaxados. Nada de mantê-los rígidos, pois isso demonstra tensão e nervosismo.

Se você transmitir confiança ao cliente, é possível que ele retribua e demonstre que confia em você, assumindo a mesma postura. Se a postura for notada, prossiga para finalizar a venda.

2. Identifique os olhares

Tenha cuidado nas abordagens. É preferível oferecer ajuda somente quando o cliente estiver apto a recebê-la ou “procurando por ela”. Um gesto que costuma evidenciar esse momento é o movimento dos olhos. Quando o cliente olha para os lados, como se procurasse alguma coisa, é o momento para oferecer-lhe sua ajuda.

Seu olhar também pode dizer muito. Experimente fazer contato visual, mas não olhe tão diretamente. Isso pode intimidar o cliente.

Ao mesmo tempo, evite desviar o olhar muitas vezes, o que demonstraria insegurança ou desinteresse. O contato visual adequado é responsável por construir uma conexão melhor entre as pessoas.

3. Utilize a tática do espelhamento

O espelhamento diz respeito a “copiar” alguns gestos e atitudes do cliente. Essa cópia “ajustada e moderada” transmite confiança na hora de criar diálogo, faz com que ele se sinta mais à vontade e reconhecido. Por exemplo, se o cliente sentar, procure sentar-se também. Se o cliente mexe muito no cabelo, você também pode tocar o seu.

Mas, atenção! Não estamos falando de uma imitação completa. Se as suas ações “derem muito na cara”, o cliente vai achar que você está zombando dele e ficará extremamente ofendido.

Tudo deve ser muito discreto, para que não seja percebido, conscientemente, por ele. Seja sutil.

4. Observe as pernas e os braços

Pernas e braços cruzados podem demonstrar insegurança ou que a pessoa está “fechada” para qualquer comunicação, está desinteressada. Já o contrário, pernas e braços afastados significam que você tem abertura para chegar até a pessoa, pois há maior receptividade.

Dessa forma, além de identificar esses gestos nos outros, olhe para você. Um vendedor não deve cruzar os braços ou contrair o corpo no momento da venda ou da apresentação. Mantenha-se descontraído, com os braços relaxados ao lado do corpo.

5. Demonstre sua honestidade

Alguns gestos e movimentos podem sinalizar a mentira. Para demonstrar sua honestidade no diálogo, evite-os. Coçar o nariz, cobrir a boca, esfregar os olhos, nada disso é bom. Se possível, evite tocar o rosto.

Normalmente, um mentiroso também tem dificuldade de parar as mãos. Estão sempre gesticulando, erguendo ou girando as mãos. Por isso, tenha cuidado e limite seus gestos.

Algumas posições das mãos podem também transmitir arrogância, tal qual unir as mãos, como se estivesse rezando. Vai depender da situação.

6. Procure sempre sorrir

Trocar sorrisos com as pessoas gera bons sentimentos. Normalmente, recíprocos. Sorrir pode estreitar o relacionamento com o cliente, por isso um bom vendedor deve manter o melhor sorriso estampado no rosto. Mas cuidado, nada de sorrisos falsos.

Se você quer ter bons sinais de sorrisos verdadeiros, observe o levantamento e a marcação das bochechas e, também, se os reconhecidos “pés de galinha” foram formados ao redor dos olhos.

7. Observe o seu aperto de mão

A pressão colocada no aperto de mão é a chave. Observe se você coloca muita pressão, apertando demais a mão de quem recebe o cumprimento. Isso pode indicar dominância na situação. Às vezes, transmite um sinal de egocentrismo.

Se o aperto de mão for muito fraco, pode significar distanciamento e pouca confiança.

O equilíbrio entre esses dois extremos é o ideal. Sinta também a pressão colocada pelo cliente em sua mão, para retribuir da forma mais parecida possível com a dele.

8. Estabeleça mais conexões por meio da fala

A fala também pode ser combinada à linguagem corporal. Uma boa dica é combinar sua velocidade de fala com a do cliente. Falar rápido demais pode fazer com que a outra pessoa se sinta pressionada ou indicar que você está muito ansioso.

Já falar muito lentamente pode demonstrar desmotivação e falta de interesse. Outra dica é sempre articular muito bem as palavras.

Essas dicas de linguagem corporal podem aumentar seus níveis de persuasão e ajudar você a concretizar e concluir mais vendas.

Gostou do post? Deixe aqui o seu comentário e conte como você acha que uma boa linguagem corporal poderia ajudá-lo a vender mais.

 


Fred Graef
Fred Graef

Palestrante, Coach e Consultor. Especialista em Vendas, Liderança e Alta Performance.