Comportamento

Você sabe o que o seu chefe pensa do seu trabalho? Você às vezes se sente em dúvida? Como você se sente quando não sabe exatamente o que passa na cabaça dele? Às vezes ele até comenta sobre o orçado e o realizado da meta, ou objetivos de planos de ação e como está o seu desempenho. Mas e os seus comportamentos? Você sabe qual é a opinião dele? Se você está neste barco, saiba que existem muitos com você.

Vários de meus clientes executivos e líderes vivem esta dúvida. Isto acontece em todos os níveis hierárquicos. De vice presidente para presidente, de diretor para vice e de gerente para diretor.Falam que se sentem ansiosos, dizem que não trabalham direito. E a dúvida é pior que o medo. Eles não sabem o que o chefe acha do trabalho deles. E por mais que você pense que isso não é importante, na verdade, é. Convenhamos, o seu chefe é o seu principal cliente, concorda? Quando você está bem com ele a sua vida fica mais fácil, não é mesmo?

Pois bem, se você está na dúvida, qual é a causa disso? Falta de feedback, e esta pode ter várias causas. A principal é a falta de hábito em praticar o feedback. Mais do que uma questão de conhecer técnicas, o principal é a disciplina em praticar o comportamento. Muitos pensam que deve ser uma coisa formal e por isso deixam de fazer. Na verdade, você pratica o feedback até no cafezinho. Mas esta é uma história para outro artigo. No quesito feedback, falta conhecimento e treinamento para muitos líderes.

Outra causa para dúvidas sobre o que o chefe realmente pensa é a comunicação não objetiva nos pseudo feedbacks que ocorrem. Dizemos e escutamos coisas do tipo: “você precisa ser mais flexível”, ou “você precisa ser menos resistente”, ou “você precisa ser mais agressivo”. Em termos de ação observável, de comportamento mesmo, o que estas frases querem dizer? Falamos e ouvimos muito neste formato inespecífico. Aqui também falta conhecimento e treinamento para muitos líderes. E outras causas existem …

Mas e aí, quão responsável você é nesta história? Por que você pode querer mudar? Que ganhos você terá quando souber o que as pessoas pensam do seu trabalho? Vários. Primeiro, noites melhores de sono. Clientes que estimulo a eliminar esta dúvida me passam e-mails tarde da noite dizendo “a conversa foi ótima, vou dormir mais tranqüilo”. Depois, você se aproxima do seu chefe, seja ele presidente, vice ou diretor. É uma boa ideia quando você se conecta melhor com ele, não é mesmo? Convenhamos, as coisas ficam mais fáceis e o clima mais leve. Por fim, quando você sabe o que o seu chefe pensa você tem um norte para o seu desenvolvimento. É como se fosse o seu cliente dizendo onde você deve mudar o seu produto ou serviço. E aqui estamos falando de comportamentos e competências. Vários líderes e executivos me procuraram para se desenvolver mas não sabem exatamente onde nem o que. É como uma empresa que fala com seu cliente e escuta: “melhore a qualidade”. Aí volta para casa e trabalha um monte de coisas: embalagem, preço, prazo, entrega etc. Mas será que é o que o cliente quer? Isso sem falar nas “empresas” que nem perguntam para o cliente o que ele quer.

E quando você sabe o que o seu cliente quer, você se organiza e direciona, não é verdade? Você sabe o que deve fazer. Parece simples, e é. Só que muitas vezes não é fácil. Precisamos saber qual a hora de falar com o chefe, como está o humor dele etc, enfim, saber qual a hora de subir no cavalo e por qualquer qual lado. Você já viu esse filme?

E o que você pode fazer para mudar este quadro? Decida agora mudar isso e convide seu chefe para uma conversa tipo “dissipa nevoeiro”. Não espere por ele ou por ela. Tome a iniciativa. Pegue o celular e ligue para ele. Passe um e-mail. Enfim, agende uma reunião. Fale que você tem uma série de coisas pessoais a conversar e precisa falar com ele. Precisa de um tempo a sós. Na conversa, fale como se sente e que precisa entender qual a opinião da pessoa sobre o seu trabalho, sobre seu comportamento. Ele, como cliente, o que percebe. Depois da conversa, você se sentirá melhor. Vai se sentir leve, relaxado, mais próximo. E, principalmente, vai ter uma referência para o seu desenvolvimento profissional e de competências ou para mudança de comportamento.

Lembre-se: o seu chefe é seu cliente mais importante. Tem enorme impacto na sua carreira e na sua qualidade de vida. E então? Pense nisso! Mas por favor, marque a reunião!


Fred Graef
Fred Graef

Palestrante, Coach e Consultor. Especialista em Vendas, Liderança e Alta Performance.