Para o sucesso de uma viagem de foguete, o que mais importa são os primeiros 15%. Como assim? Já explico mais abaixo. Primeiro precisamos da base. Dois pontos são fundamentais para o lançamento de um foguete: o conhecimento da exata localização da origem e do destino e quais as ações para assegurar que o foguete chegue ao seu objetivo. Com nossas metas, é a mesma coisa. Precisamos saber qual a s situação atual e qual a situação desejada (onde estou e para onde vou) e quais as atividades que preciso fazer para atingir  minhas metas. Geralmente as metas são de vôos mais altos do que estamos acostumados e, então, mais desafiadoras. Para isso, são necessárias novas ações e, portanto, novos comportamentos e hábitos. E os 15%?

Numa viagem de foguete, os especialistas dizem que a parte mais importante são os primeiros 15% de toda a rota. Esta á parte do lançamento em você assegura que tudo corra bem, onde você controla os principais indicadores do foguete, o planejado e o realizado, o uso do combustível, a temperatura, o estado emocional da tripulação etc. Os 15% iniciais do trajeto são cruciais. Estaticamente, os especialistas dizem que passada esta fase, o resto é menos complicado. Os últimos 85% do trajeto tem a ver com correção de rota, com a administração do planejado, com feedbacks de tudo o que está acontecendo. É mais ou menos como a Lei de Pareto,  que diz que 20% das causas asseguram 80% dos resultados.

Com suas metas, o raciocínio é o mesmo do foguete.

Imagine que você tem tudo escrito (eu sempre ressalto para meus clientes a importância de escrever): a situação atual, a situação desejada, as opções, os planos, os minimizadores de riscos, as alternativas etc. Depois, você aperta o botão e começa o seu projeto. Saiba que os primeiros 15% desta arrancada são os mais importantes para o seu sucesso. É nesta fase que você coloca muita energia, testa na prática muitas das coisas que você planejou e onde sua vontade e disciplina também serão testados.

Como estamos falando de novos resultados, precisamos de novos comportamentos e, portanto, novos hábitos. Sabemos que o cérebro precisa de pelo menos 21 dias de comportamento repetitivo, de treinamento, para incorporar as bases de um novo hábito. É claro que somente os 21 dias não vão garantir o sucesso total da sua mudança, mas podem assegurar pelo menos 80% da plataforma sobre a qual os resultados serão construídos. Esta plataforma tem a ver com disciplina, determinação, regularidade e constância.

Por tudo isso, cuide muito bem dos 15% iniciais que geralmente levam pelo menos 21 dias seguidos de novos comportamentos. Isto é fundamental. É o lançamento do seu foguete. É como se, ao passar pelos primeiros 21 dias, você tivesse ultrapassado a estratosfera da terra. A viagem continua, com seus desafios e  obstáculos, mas você já deixou para trás uma porção bem significativa e onde a maioria das pessoas falha. Cuide dos 15% iniciais. Desenvolva planos de ação para garantir que os primeiros 21 dias de novos hábitos e comportamentos sejam mantidos.

Assine a Nossa Lista VIP Para Receber Conteúdo Exclusivo e Receba o Ebook “Metas: Como Transformar Sonhos em Realidade”

privacy Respeitamos a sua privacidade e não toleramos SPAM! Seus dados estarão em total segurança!


Fred Graef
Fred Graef

Palestrante, Coach e Consultor. Especialista em Vendas, Liderança e Alta Performance.